Amores Imaginários

Você já teve algum?

Ontem assisti um filme que queria ter visto ano passado e ele meio que me deu uma luz sobre a vida. Já pararam pra pensar quantas vezes amamos alguém sozinhos? Na verdade a gente só percebe que amou sozinho quando já parou de amar, porque daí já estamos pensando mais com a cabeça e não com o coração. É nessa hora que percebemos o quanto fomos idiotas de não enxergar os sinais. Por isso dizem que o amor é cego! Você fica completamente cego e não percebe o que realmente acontece ou acaba querendo fechar os olhos de propósito. São aquelas famosas chances que a gente dá pras pessoas quando não queremos desistir delas.

O filme Amores Imaginários (Les amours imaginaires ou Heartbeats), conta a história de 2 amigos: Francis e Marie. Eles conhecem um cara incrível e novo na cidade chamado Nick, e acabam se apaixonando por ele. Daí rola um forte triângulo amoroso e a gente fica naquela ânsia para saber se no final a amizade de Francis e Marie vai mesmo acabar porque eles começam a brigar sutilmente pelo cara. Bom, não vou contar o final do filme, quero que vocês assistam e venham aqui me contar se gostaram ou não.

A questão é que depois de ver o filme me dei conta de que muitos dos meus amores são imaginários. Amores em que amamos sozinhos, sem perceber os sinais claros onde a outra pessoa diz: não, eu não estou afim de você. É como quando a gente é criança e gosta de um menininho na escola: se o menininho parar e te der um simples oi, você já pensa: Ounnn, ele também me ama!

Além de enxergar sinais que não existem, é preciso ter muito cuidado com pessoas que dão sinais falsos. É sempre bom ter alguém gostando da gente, certo? Muitas pessoas acabam dando pequenos sinais para prenderem os outros mas na verdade é tudo uma farsa. Dar sinais falsos é uma das piores coisas que a gente pode fazer com alguém. É injusto, é maldoso e principalmente: é triste. Mostra que você não é bom o suficiente para se sentir bem sem ninguém babando seu ovo. Auto estima beibe, até quem parece bem pode não ser completamente seguro de si.

Não dê sinais falsos e esteja sempre atento às circunstâcias. Pensar com o coração é muito bonito até o momento em que começamos a ser humilhados pelo outro. Isso evita aquele sentimento péssimo que rola quando percebemos tudo que aconteceu. Droga, era tudo da minha cabeça. Mais um amor imaginário para a coleção! Quando vamos começar a dar atenção apenas aos amores que realmente interessam?

Deixo aqui o link de uma música que faz parte da trilha sonora do filme e eu adorei: The Knife – Pass This On

Anúncios

25 Comentários

Arquivado em Comportamento, Filmes, Relacionamentos, Vídeo

25 Respostas para “Amores Imaginários

  1. É tudo uma questão de carência. E carência pra mim é totalmente lastimável.

    É um tipo de maturidade emocional. Vc tem que se dar conta que antes de amar alguém, precisa SE AMAR. E depois disso, também assumir que pode viver sozinho e não com qualquer tapa-buraco. Isso não é amor, é carência.

    E infelizmente, a maioria vive de tapa-buracos, porque não tem essa ‘maturidade’ emocional. Amor verdadeiro – sozinho ou não – é raro de se ver hoje em dia.

  2. Depois que assisti “Ele não está tão afim de você”, meus amores imaginários diminuíram drasticamente. Mas acontece…
    Pô, é gostoso se iludir e pensar que tem alguém gostando de você. O ruim mesmo é quando a gente acorda e vê que era tudo mentira.
    Talvez se eu me focar na dor que vem depois dessa descoberta, os amores imaginários diminuam mais e mais.

    Vou ver se consigo assistir ao filme, curti o trailer.

    Beijos!

  3. Sarinhaa Almeida

    Post muito bom, Rê!

    Bjs

  4. @polygraw

    Preciso mandar isso pra uma amiga minha, pricipalmente na parte em que fala de pessoas que dam pequenos sinais apenas para segurar alguém para babar seu ovo, isso acontece sempreeee….

  5. Jess

    pra falar a verdade, acho que a minha vida toda, a unica coisa que tive são amores imaginários. os meus sempre foram daqueles que você conhece a pessoa, se imagina com ela e ela só tá mandando esses sinais porque está interessada em alguma coisa (ou pra ficar com a sua amiga, ou para alimentar seu próprio ego). é bem essa coisa de criança mesmo. ele te dá um sorriso ou te trata bem e pronto! você está mais apaixonada do que nunca…
    eu tive um amor imaginário muito forte, e desde então, nunca mais me apaixonei por ninguém. acho que meu coraçãozinho morreu.

  6. Anonimo

    Esse é um blog voltado para mulheres, por isso não quis me identificar, cheguei nele sem querer, mas me apresento como homem, um homem menino com um grande questionamento, que derrepente possam me responder…sou apaixonado por uma mulher…perto dela me sinto bem… perto dela sinto vontade de ser um cara melhor… mas ela da sinais que não quer… o motivo na real não sei… pq temos uma boa sintonia…
    Ela não sabe que sou apaixonado por ela… tenho maior vontade do mundo de falar… mas ela todos me dizem que se eu fizer agora ela vai se afastar de min, e nesse instante ela ta vivendo um momento novo, que eu gostaria de acompanhar de perto… mas se ela se afastar não vou conseguir… Quero muito ver ela crescer, acredito muito nela… como nunca acreditei em ninguém… por isso meu coração não para de falar… solta tudo, se arrisca… tenta… deixar passar mais uma vez não vai resolver nada…Isso é um amor imáginario?

  7. Anonimo,
    você mesmo diz que ela não parece estar interessada. Não acha que se vc se declarasse, ela se afastaria? Quando um cara é apaixonado assim por uma mulher, por mais que não dê sinais concretos, ela percebe. Talvez seja o caso de você estar sempre perto dela, se mostrando um grande amigo e alguém que se importa. Assim você pode ficar por perto e viver esses momentos e ao mesmo tempo mostrar pra ela que você vale a pena e respeita o tempo dela. Mas é isso mesmo que você quer? Fazendo isso você corre o risco de não conseguir nada e sofrer por estar perto e não poder tê-la de verdade. É uma situação muito complicada. Não diria que é um amor imaginário, você gosta dela mas ela pelo jeito não corresponde. Acho que vc deve decidir se prefere ficar perto dela sem poder ter algo com ela além da amizade… Ou se afastar de vez para conseguir partir pra outra.

  8. Anonimo

    Muito obrigado por responder =], tava em uma noite meio emo. Na verdade ela trabalha comigo, então a vejo todos os dias , concordo que ela sabe, ainda mais que ela ja foi casada, apesar de nova ( ela tem 24 e eu 26), mas ela não sabe o quanto eu gosto… na real eu ja tenho o papel de amigo, apesar de nos conhecermos a pouco tempo… mas sempre que chego em certo ponto ela coloca um vidro, as vezes eu mesmo acho que deveriamos ser apenas amigos. Tenho amigas mulheres, pessoas que confio muito… mas nenhum me provoca ser um cara melhor só de estar perto, sem me falar nenhuma palavra… por isso acho muito dificil ser só amizade. Hoje eu vejo ela conhecendo outras pessoas, ela de fato esta procurando alguém… e sinceramente eu me sinto livre para conhecer tb, mas fico com a sensação… será que eu estou desistindo sem tentar…

    Bom, muito obrigado por me “ouvir” e desculpa te usar como psicologa, foi um momento, “coração assumiu o resto e foi”.

    Bjo =]

  9. Anonimo,
    engraçado que depois que recebi seu comentário um amigo me mandou um link que tem tudo a ver com o assunto. Vou compartilhar com você: http://casossobrecasos.blogspot.com/2011/01/pagando-paixao.html

    Boa sorte! :*

  10. Anonimo

    ahuahauhhuauha, vi o link e é exatamente a mesma coisa que todas as pessoas me falam… mas tem uma frase que define bem o que sinto:

    “Não faça dizem os amigos.É impossível, disse o orgulho. É arriscado, disse a experiência. É inútil, disse a razão. Dê uma chance, sussurrou o coração.

    Acho que a melhor coisa que eu faço é esperar mesmo, e tenho feito o que diz no post, o maximo que eu digo é : “eu gosto de você”.

    Mas meu coração é bem bem revoltado, depois que aprendeu a falar ele acha que é gente rs ,alias, tenho um blog pessoal, e ontem me deixei levar e escrevi algo que da a entender que quero fazer algo que as pessoas dizem que não devo… Bom vamos ver… cada dia é mais um dia na história.

    =]
    …e com certeza que vai ter a parte que eu abri meu coração para alguém que nem sei o nome huahahahahahu, essa internet é tão muderna.

  11. Anonima

    o assunto que eu venho escrever aqui nao tem NADA a ver com o seu post. enfim, adoro ler suas coisas… fico toda feliz quando vejo que vc posta, mas vi o anonimo pedindo conselho e vim aqui de chata pedir tb!
    tem um carinha na academia que é um escandalo, lindo demais! so que todo mundo acha q ele é gay… mas eu nunca achei… só pq ele é na dele e nao fica dando em cima da mulherada ficam falando q ele é gay… fora q ele namora…
    antes ele nem conversava comigo direito, era um oizinho de longe e olhe lá, mas de uns tempos para ca ele todo se aproximou, conversa, puxa assunto… o estranho q ele vem me cumprimentar so quando estou sozinha, se estou perto de outras pessoas ele da oi de longe e dps vem falar comigo. ENFIM… a questao é que sexta feira eu fui perguntar para ele se ele era gay. diz se tem coisa mais escrota q essa q eu fiz? ele disse que nao, que gosta de piriquita.. e senti q ficou meio chateado ate por ter ficado sabendo q boa parte da academia acha q ele é… ai, to mal, meu… nao devia ter feito isso. de onde eu achei q eu pudesse ter um pingo de intimidade para perguntar isso pra ele? q vc acha q eu faço para reverter a situação? to com mta vergonha de encarar ele, mas quero pedir desculpas =( fora q nao duvido q ele queira tirar satisfação… enfim, ajude-me rebiscoito nessa situação escrota

  12. Anonima,
    eu sempre dou desses foras. Mas sabe que, dependendo da maneira como fazemos, não são foras? Depende muito do jeito que a gente aborda eu acho. Sempre fui muito sincera e falei as coisas na lata. Se perguntei uma coisa que vi que ficou chato, NA HORA eu já tento remediar. Peços desulpas, digo que estou sem graça mesmo… Acho que no seu caso, como a merda já foi feita, você tem que trabalhar a sinceridade. Já que vc teve um momento louco de achar que tinha intimidade com ele pra perguntar aquilo, acho que você pode muito bem ter intimidade de novo pra pedir desculpas. Você pode dizer algo tipo: “…olha, não consigo nem olhar na sua cara direito de tanta vergonha. Não devia ter te perguntado se vc era gay, vc ficou chateado? Me desculpa!” claro que ele vai dizer que não e tal e depois vc já imenda uma piada, uma coisinha assim pra sair do assunto, sabe? Mas relaxa, a coisa nem foi tão feia assim. Boa sorte ;D

  13. L

    Não vou falar que esse post me ajudou “ver a verdade” – até porque não sei se quero isso, mas com certeza me fez pensar bastante. Já perdi a conta de quantas vezes fiquei feliz porque ele veio e puxou assunto, ele disse que poderíamos sair pra conversar… sendo que isso não significa muito, né?

    Meu caso é um pouco mais chato porque não é um simples amor não correspondido, mas sim um amor que existia, era correspondido, mas eu estraguei de um jeito que só eu consigo, mesmo. :~

    Re, você nem me conhece, mas obrigado. Sério. Você não sabe como seus posts já me ajudaram/inspiraram. 🙂

  14. Filipa Sanchez

    Acho que todos os amores, mesmo os correspondidos, são imaginários. Quem sabe o que se passa na cabeça do outro? Só resta imaginar, mesmo.

  15. Filipa,
    é verdade. Não da pra saber o que se passa na cabeça do outro então todos os amores são imaginários mesmo. Claro, podem ser correspondidos as vezes mas cada um a sua maneira.

  16. Por mais que estejamos sempre atentas aos sinais alheios, existem também pessoas (como você disse) que usam uma “falsa correspondência” só pra encher a bola delas, e não por retribuírem o sentimento… Triste, né?! Tenho dó de quem precisa do amor dos outros pra se sentir bem e, fazendo isso, não respeita o coração dos outros. Todo respeito do mundo com os sentimento dos outros! 🙂

  17. E seu post me lembrou essa música aqui:

  18. Gabi Cesar,
    muito fofa essa música! Nunca tinha ouvido muito menos visto o clipe, é super legal né? Valeu a dica! :*

  19. Jolie

    Re, posso te chamar assim? ehehehe

    Menina tu postou uma foto outro dia e eu gamei no seu tenis e preciso muiiito saber qual marca, onde comprou e se acho na internet, please.
    A foto é esta: http://instagr.am/p/BLyix/
    É que tou montando um site de “mulherzinhas” com umas amigas e falaremos de moda, compartamento, dicas etc.

    E eu realmente me apaixonei por esse seu tênis e queria ter um igaul ..e olhar pra ele e lembrar da fofa que vc é!!

    Você tem muito estilo e personalidade… da vontade de te levar pra casa.
    bjin

  20. Jolie,
    que fofa! Fico mó feliz quando as pessoas me elogiam assim 🙂
    O tênis é da Levis, comprei na Argentina. Não sou muito de usar roupas de marca mas quando vi esse tênis me apaixonei e custou menos de 100 reais! (já que na Argentina as coisas são mais baratinhas!)
    Procurei no site para te mostrar mas não achei, nem tem tênis lá (e se tem não achei fácil)…

    Mas enfim, foi lá que eu comprei, na Cordoba – a rua que tem os outlets!

  21. carol

    Sabe o tal do Subconsciente? eu acho que ele trabalha muito nos amores não correspondidos, pelo menos eu, que ainda não tenho o coração calejado (e quanto mais velha fico, mais medo tenho de quando ele vai se arrebendar) sempre que a coisa dá errado, eu tenho a sensação de que no fundo, alguma coisa alí não tava realmente me deixando confortável… acho que se você já viveu a experiência de ser você mesma, por completo, com outra pessoa, consegue perceber quando começa questionar os sinais que você tá dando e recebendo pra outra pessoa, óbvio, paixões avassaladoras nos deixam com o senso de realidade alterado, no começo acho que é normal aquela coisa de “será que foi demais? ou de menos?” mas quando as outras coisas já estão em um ponto mais avançado, esse tipo de questionamento começa a dar um sinal de que alguma coisa alí não tá encaixando sabe?
    pq no fundo, ninguém realmente pode magoar a gente, nós que damos abertura para as coisas tomarem seu rumo, seja de ilusão, intensidade e até coração partido. Claro que nada é uma regra, mas será que se você parar pra pensar profundamente, não tinha uma isegurançazinha ou uma dúvida que não era parte do começo de uma relação, mas quase um sinal seu dizendo, presta atenção nisso, ou até mesmo, será que é realmente isso que você quer? mas acredito que da mesma forma que a gente julga (pq não deixa de ser um julgamento caso a percepção parta da gente) que os sinais que a pessoa está dando são reais ou não, será que essa nossa parte que questiona também não passa sinais dúbios?
    eu não discordo de nada que você mencionou aí em cima, só quis complementar com esse outro ponto de vista também…sei lá =)

  22. Carol,
    entendo muito o que você quis dizer e concordo super.
    Na verdade, minhas histórias aqui começaram a ser escritas logo depois que eu terminei com meu último namorado. Desde então, naõ tive nenhuma relação mais duradoura com outra pessoa… As histórias foram sempre efêmeras e rápidas mas a intensidade sempre foi muito grande. Acho que elas acabam meio que contando a história da busca pela pessoa ideal, sabe? (se é que isso existe) e a maioria das histórias está mais ligada a idealização do que ao que realmente é. A gente idealiza muito e a coisa parece perfeita, mas as máscaras vão caindo a medida que a relação vai ficando mais longa. Eu era cheia de dúvidas enquanto namorava também. A verdade é que: nunca estaremos plenamente felizes com algo. O felizes para sempre não existe. Estaremos sempre buscando alguma coisa, nem que seja esses momentos de felicidade pontuais que temos com alguém.

  23. roberta

    Rê,
    já pensou na possibilidade de vc já ter encontrado a pessoa da sua vida
    e que atualmente vocês só estão vivendo a vida, separadamente e que vão
    se reencontrar em um futuro, quando os dois forem suficientes um para o outro?

  24. roberta,
    olha… Não consigo imaginar alguém que possa ser, mas… Seria legal se isso acontecesse assim. Acho que é a maneira certa. Porque por mais que eu tenha uma super vontade de encontrar alguém bacana, não acho que agora seja o momento certo. Ainda tenho muita coisa pra viver antes de querer me prender a alguém. Mas claro que se acontecer eu não vou recusar né.. 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s