2010 < 2011

Esse título já diz um pouco o que eu espero desse ano de 2011.

Talvez não seja tão difícil, levando em consideração que o ano de 2010 pra mim foi um ano meio chato. Não sei se eu já contei pra vocês a minha teoria… Mas acho que talvez esteja na hora de contar, já que ela explica muito do que eu penso sobre a vida e como eu vejo as pessoas que passam por mim.

Vocês já jogaram The Sims 2? É um jogo de computador onde você cria personagens, os Sims, e monta uma casa e vive a vida, como se fosse real. No The Sims 2, na hora de fazer seu Sim, você deve escolher uma aspiração pra ele. É a partir dessa aspiração que virão os desejos do seu Sim e garantirão uma vida feliz ou um total desastre. Existem 3 aspirações: família, trabalho e amor. Se você escolhe trabalho por exemplo, os desejos do seu Sim quando pequeno, serão algo tipo: quero estudar matemática e ganhar pontos de inteligência. Ou, quando adulto: quero ser promovido no trabalho. Se a aspiração que você escolheu foi família, seu Sim será feliz quando brinca com seus pais ou quando leva seu filhinho para uma viagem de férias. Já na aspiração amor, os desejos do seu Sim serão algo tipo: quero ter um relacionamento com 5 pessoas diferentes ou quero me casar com outro Sim.. E assim por diante.

Eu sempre tomei isso como uma verdade de vida. Analiso as pessoas de acordo com as suas aspirações e acho que todo mundo realmente seja assim. Já dividi essa teoria com outras pessoas e nem todo mundo concorda… Então cheguei a conclusão que, talvez, as aspirações venham de acordo com a fase de vida em que estamos.

Bom, eu nunca saí da aspiração AMOR. Eu sou amor e sempre fui amor. Basta ler o post do Meu Querido Diário, de quanto eu tinha 8 ANOS e minha vida já se baseava no amor. Eu gostava de um menino diferente a cada dia e, agora, com 24 anos, posso dizer que isso praticamente não mudou. A minha felicidade é totalmente baseada no amor. Se eu estiver num emprego incrível e todos da minha família estiverem com saúde mas eu levar um pé na bunda, adivinha só o que vai contar mais? Eu vou pro trabalho chorando. Eu chego em casa chorando. A minha vida parece uma merda, só porque mais um amor não deu certo.

E o ano de 2010 não foi lá essas coisas no amor. Se é que posso contar, tive 3 grandes amores esse ano e os 3 foram um desastre. O primeiro deles durou até a metade do ano. O cara era comprometido e nunca ia dar certo, mas a gente não escolhe essas coisas. A parte boa é que esse cara era incrível e a gente nem teve nada. Ele era super fiel a namorada, o que me fez admirá-lo ainda mais e hoje sei que somos grandes amigos.

O segundo amor do ano, foi o cara do metrô. Creio que vocês acompanharam a história e vibraram com ela como eu vibrei quando tudo aconteceu. Esse foi um dos amores mais relâmpagos e intensos que eu tive. Não durou nem um mês, mas foi um dos mais fortes. Era incrível quando estávamos juntos mas o cara era um perdido na vida. Fazia o estilo meio depressivo – o que é totalmente o oposto de mim  – e tinha acabado de sair de um relacionamento super longo, tava todo machucado e provavelmente não estava pronto para um novo amor. Eu tinha vontade de cuidar dele e fazer ele feliz, mas não rolou. Então acabou. Eu sofri, como se aquilo tudo tivesse durado anos, porque a intensidade com que eu vivo meus amores, não tem tamanho.

Daí me recuperei. Conheci pessoas novas, fingi que gostava delas enquanto queria acreditar que tinha esquecido o cara do metrô, até que conheci um cara novo. Novo no sentido de novo na minha vida, porque ele foi o cara mais velho que eu já fiquei. Ele era – e acredito que ainda seja – um homem incrível. A admiração veio antes mesmo de ter algo com ele e, desde então, só aumentou.

Admiração é uma merda, né? A gente confunde com amor e acaba se perdendo no que quer. De qualquer forma, o que importa mesmo, é que esse também não deu certo. Ele preferiu viver uma vida de mentira, e hoje em dia penso que foi muito melhor pra mim. A gente nunca daria certo. Eu preciso lembrar da minha vida e encaixar o cara nela, não me colocar na vida dele e pensar: quero isso pra mim. Por hora até poderia ser feliz mas… Eu também tenho uma vida, e a pessoa precisaria gostar dessa vida. E ele nunca gostaria. Resumindo as coisas, a gente não tinha nada a ver. Até a admiração que tinha por ele, percebi que era exagerada.

Enfim, deu tudo errado. Agora, finalzinho de 2010, me vejo apaixonada por um outro novo amor que desdo dia em que nos conhecemos ele me disse: eu não quero namorar. Não que eu já queira namorar, ainda não cheguei no estágio de me perceber perdidamente apaixonada por ele. Mas ele é um cara legal. Consigo enxergar minha vida através dele e fazer planos pra gente no futuro. O sexo é incrível. O jeito que ele me toca e olha… É tudo muito bom e apaixonante.  E o melhor de tudo? Ele é solteiro! Livre, desempedido e… Sincero. Eu preciso muito levar em consideração o que ele me disse sobre relacionamentos, pois já consigo ver meu coração se partindo. Se isso acontecer… Ele pode muito bem dizer: eu te avisei. E a culpa toda será minha. Porque eu sei que tenho escolha.

Então espero que 2011 esteja ciente das minhas expectativas. Quero que seja um ano bom no amor, ou pelo menos que seja bom em tantas outras coisas que me façam esquecer do amor. 2010 foi tão ruim que estou com uma vontade imensa de fugir da minha própria vida. Não que eu seja infeliz, muito pelo contrário. Mas simplesmente cansei. Cansei dos meus amigos, da minha casa, das baladas que eu frequento e das pessoas sem conteúdo que eu conheço. Cansei de pegar trem e de ir pro trabalho todos os dias. Cansei de ter amores breves e não sentir que algo realmente valha a pena. Então, 2011, eu realmente espero que você esteja lendo isso e faça por merecer.

Feliz ano novo para todos que estão lendo esse post desabafo. Vamos fazer acontecer em 2011. Eu brinco falando que a responsabilidade é do ano novo, mas ela na verdade é nossa. É a gente que faz as coisas acontecerem e só a gente pode fazer algo para mudar. Pensem nisso.

Beijos,

Rebiscoito.

Anúncios

52 Comentários

Arquivado em Eu, Relacionamentos

52 Respostas para “2010 < 2011

  1. O Estranho

    Li palavra por palavra e é como se eu já tivesse lido esse texto, em algum lugar. Talvez, dentro de mim.
    Amay!

  2. Nilsa Cruz

    Acompanho seu blog desde “o flerte no elevador”, e hj me senti na obrigação de fazer um comentário. Acredito que esse seja um dos posts mais bacanas, pois rolou uma identificação, já q tenho me sentido dessa forma tbm, meio cansada de td querendo tirar férias de mim. Espero q 2011 seja msm um ano muito melhor de renovação pra vc e pra todos!

  3. Sabe Rê, acho que essa sinceridade válida e ao mesmo tempo é bom manter alguém que faz coisas pela gente. Não acho que vc deva depois entrar na “eu errei, ele me avisou”. O aviso só tira o peso da consciência dele de: vc esteve comigo o tempo todo e sabia que eu não queria o mesmo que vc.
    O peso é tirado da consciência dele, somente dele e de mais ninguém.
    Felizmente somos apaixonáveis e desapaixonáveis. É cansativo e desgastante essa coisa toda. Recentemente passei por uma experiência não muito legal de me dedicar a alguém e não ter muito retorno. Faz parte, posso ter errado em muitas coisas, mas não deixei de fazer o que tive vontade e muito menos de falar…Mesmo soando como “sou otária” depois. Pense em vc primeiro, acima de qualquer coisa. Acho que esse é um bom caminho para as coisas começarem a dar certo 🙂
    Ótimo 2011!
    Beijos

  4. Carol

    Rê,
    Um Feliz 2011 pra vc e que seu desejo se cumpra …melhor ainda….mais do que fazer acontecer, espero que as coisas de fato aconteçam por que tem que acontecer…é foda essa coisa…mas é muito gostoso qdo nosso esforço é mínimo e o resultado é máximo . Nem te conheço e agradeço pelo q vc escreve ( to seguindo seu conselho do “coração Partido” .rs!) Por isso torço pra q vc continue forte e que tenha a sorte de encontrar seu grande amor! Seja ele em uma pessoa, ou em várias..rs

  5. Beatriz,
    estou pensando muito em mim, talvez até por isso não queira desencanar. Isso ainda me faz bem, mas estou pensando no AGORA. A merda é pensar que no futuro posso me ferrar, por isso é bom tomar cuidado. Seu comentário foi bacana porque me fez pensar. Obrigada! Ótimo 2011 pra vc tb :*

  6. É… 2010 deixou a desejar mesmo, Rê. Com a mudança de ano, vamos tentar novas propostas e novas atitudes pra um 2011 mais feliz no amor 😉

  7. Olá,
    … sabe que em meu breve passeio pela Web, procurando um site em que eu pudesse me cadastrar para postar alguns textos, nunca imaginaria encontrar um desabafo como esse, hehe … singelo … Tempos estes que não temos como avaliar num primeiro momento a veracidade naquilo que as pessoas escrevem e postam em blogs e outras redes sociais, me vi com uma vontade de escrever um pouco aqui para colocar minha opinião a respeito do que li … Tenho 23 anos, sou Cristão, namoro uma garota que tem a mesma idade que Eu (é uma história que vem desde a nossa infância, sabe a Música ‘Exagerado’ do Cazuza ? Então … ) … bom , mas não vou entrar muito em detalhes sobre isso … apenas queria te dizer que não basta apenas nos guiarmos pelo que o coração sente, quando se trata de Amor … aquilo o que pode nos parecer descontrolado dentro da gente, pode ser ao mesmo tempo , algo que precisa acalçar maior equilíbrio imediato … Como conseguir isso quando se está procura de alguém que à complete? Traçando antecipadamente as características da pessoa que você procura, não apenas deixando com que a aparência dele te deixe seduzir … Um dos segredos do Amor é você conhecer a pessoa a cada dia, não deixando com que a vontade de conhecer várias pessoas te impulsione para decisões precipitadas …

    sucesso prá ti em 2011
    & tudo de bom nessa àrea
    delicada que envolve o coração…

  8. Já falamos sobre essa sua teoria e eu também sou amor, lembra? Mas eu tenho uma coisa muito importante a te dizer.

    Você sabe que, depois de tanta tempestade, na segunda metade desse ano, o amor “deu certo” pra mim.

    Só que, mesmo num amor incrível, que teve um começo de filme, rolam crises. E você me viu não conseguir fazer nada no trabalho por causa de uma briga que começou do nada, de uma paranóia ou qualquer outra coisa tão pequena.

    Então, eu te digo mais: por pior que seja, parece é que a gente precisa se ajustar. Depois do melhor amor que eu podia ter tido (e tenho), eu percebi que ainda não é o suficiente pra que tudo fique sempre bem. Porque se ele falha, você fode o resto. Que também precisa estar em pé.

    30% pra cada, Re.

    E o que eu peço pra 2011 é que a gente tenha calma. Que o amor não desespere, que a gente não chore no banheiro, que a gente consiga comer, ainda que tudo desabe.

    Eu amo você, bicoita!

  9. Matheus,
    valeu a dica. Vou tentar considerar, só não sei se é fácil de seguir, já que acho super difícil controlar os sentimentos que simplesmente chegam sem avisar. Um Beijo!

  10. Mirian,
    “que a gente não chore no banheiro”… Também desejaria isso mas sei que não vamos cumprir. Hahaha perdi a conta de quantas vezes fui chorar no banheiro esse ano. Muitos beijos pra vc.. Que foi uma das coisas boas que 2010 me trouxe!

  11. Renata/Polygraw

    Eu tenho uma teoria: os anos impares são melhores que os anos pares.
    Se essa teoria de fato é verdade, esse ano vai ser melhor! Vai por mim!

    Cara, amor é uma das coisas mais complicadas (se não a mais). Durante anooooossss, sempre passei por ilusões e se machucando, até eu chegar num ponto onde optei simplesmente não correr mais atrás, se o “amor” me quisesse, que viesse bater na minha porta, pois eu ficaria de boa, curtindo apenas, mesmo as pessoas que sabiam que eram as erradas. Foi dito e feito, o amor realmente correu atrás de mim e 2 vezes em seguida, meus 2 últimos namorado foram assim, mas fico pensando se não tem a ver por eu estar disposta a dar chances a quem de fato dava valor pra mim, até hoje não soube responder. Só sei de uma coisa, o amor é ceder!
    As vezes vcs tem uma historia linda, etc etc… mas quando chega na hora do vamos ver, se os dois não cederem certas coisas para que a relação dê certo, isso já significa muita coisa, significa que não há tanto amor assim e se não há esse amor, não vale a pena continuar.
    Resumindo, acho que passaremos a vida inteira se machucando, seja na procura pelo namorado ou tentando manter namoro, mas acho que a partir do momento que já entrarmos de cabeça nas coisas, já tendo consciencia do que pode acontecer e aceitando isso, acho que as coisas ficam mais fácil e tiramos de letra . E cara, não existe nada, mas NADA mesmo nessa vida que seja extremamente perfeito, mas coisas tem esse seu tão valor pelo o que atribuimos valor pra ela e entre todas as coisas, algo que merece mais valor e já sabemos todos os defeitos e qualidade, somos nós mesmas, depois que me coloquei de fato em primeiro lugar, independente de qualquer coisa, tudo começou a fluir melhor, deve ter a ver com aquela frase que falam de estar d bem contigo mesmo.

    Aiai, é isso, não sei se consegui ti passar algo, até pq é difícil dar algum tipo de “dica” sobre amor, muy complexo e as vezes pra cada um funciona de um jeito, só espero que 2011 seja ótimo e 2010 não tenha sido em vão, que tenha servido de aprendizado pra as coisas que virão darem certo! (vai dar!) =)

  12. “[…] Para ganhar um ano novo
    que mereça este nome,
    você, meu caro, tem de merecê-lo,
    tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
    mas tente, experimente, consciente.
    É dentro de você que o Ano Novo
    cochila e espera desde sempre”.
    – Carlos Drummond de Andrade

    Queridona, eu nem te conheço e já sei e sinto que você é toda amor. Mas não é só isso o que você é, tenho certeza. E, como a dona moça Bottan disse ali em cima, é preciso distribuir as “aspirações” pra gente não botar todo o resto a perder por uma decepção, uma briga sem sentido ou qualquer coisa do tipo. Pra gente ter um ano realmente novo, como Drummond diz, é preciso merecê-lo, fazê-lo novo. Então, espero que seu 2011 seja amor, amizade, comprometimento, felicidade e paz. E que você, essa pessoa doce e carinhosa que aparenta ser, encontre satisfação e alegria em cada escolha que fizer.

    Um grande beijo e um 2011 novo para você.

    Tharcy

  13. Renata,
    valeu pelo comentário gigante e tentativa de conselho. Nesse caso, acho que tudo é válido. E eu sempre tento me colocar em primeiro lugar. Apesar de tudo isso que escrevi, eu sou o tipo de pessoa que me sinto bem comigo mesma. Isso é muito importante! Ah! E olha… Vou torcer para que a sua teoria seja real 😀

  14. Tharcy,
    que comentário mais fofo ever! Super obrigada e te desejo tudo em dobro! :***

  15. Dentre tantos bons posts, ouso dizer que este está entre os melhores do ano. Sua teoria é muito plausível, faz bastante sentido para mim e eu até concordo. Esperamos, então, que 2011 seja melhor no amor, mas também nas outras duas aspirações. É o que sempre queremos, não? Bom, mas é o que eu desejo pra você, tá? 🙂

    Beijo!

  16. Oi Re,
    Muitas vezes que leio seus textos eu tenho vontade de te abraçar! Um abraço de irmã mais velha, com vontade de cuidar… Apesar que eu sempre lembro que vc tem força o suficiente pra isso! 🙂

    Sobre o que o moço sempre diz, que acredito sim ser sincero, eu sempre lembro o que uma amiga uma vez me falou: “Mari, qdo vc ou qualquer outro diz que não quer um relacionamento sério, se diz porque, primeiro, quem diz é quem mais quer acreditar nisso”. Agora, todas as vezes que um cara me diz que não quer um relacionamento sério, eu percebo que não passa de medo e dele mesmo querer acreditar nisso! Sinceridade é mto mais de atitudes do que de palavras! 😉 Se um cara me tratava bem e vivia fofo comigo, era nisso que eu acreditava! Namoro nada mais é do que rótulo!

    Sobre prioridades, na minha vida eu sempre achei que amor fosse a maior delas! Mas sempre me vi escolhendo diferente e me metendo em furadas de relacionamento quando eu tinha escolha! Talvez pela minha personalidade, de sempre achar que eu preciso provar pra eu mesma que consigo algo que é difícil! Mas aprendi com o tempo que amor se vem em mão dupla! Que por mais que eu sinta por mim e tenha amor suficiente pra mais meia dúzia, ele nunca será suficiente! Em 2011 quero que minha vida tenha mão dupla pq amar demais nunca foi problema, o problema sempre foi não poder amar pelos outros!

    Então, o que te desejo em 2011 é o mesmo que eu desejo para eu mesma: que o coração tenha calma e serenidade para amar aqueles que estejam dispostos a nos amar também! E que, quando tudo der errado, consigamos respirar fundo para podermos voltar a suspirar, mais uma vez!

    Um beijo grande e um abraço bem apertado!

  17. Mari,
    além de super fofo, seu comentário foi muito verdadeiro. Obrigada pelas palavras e também desejo o mesmo para nós 2 em 2011! Um beijão 🙂

  18. Re, você é tão transparente que mesmo te conhecendo há seis meses, parece que te conheço há seis vidas. Talvez por isso seus amores sejam tão intensos. Porque nenhuma barreira social filtra o que você sente ou o que te atinge.
    Não sei se 2011 será melhor que 2010, isso só 2012 dirá, mas nada disso importa. De qualquer forma você terá vivido mais intensamente que 80% da população respiratoriamente ativa e isso já terá valido à pena.
    Melhor ainda se parte for dividida com esses leitores-amigos-fãs do lado de cá. =P

  19. Rê,

    Mais uma vez estou aqui, lendo sobre sua vida como se eu participasse dela (como a maior parte do

  20. Marcelo,
    6 meses, JÁ??? Anyway, você é um querido. Mas ler seu comentário me fe pensar… Será que é bom viver tão intensamente assim? É que eu intensifico a parte boa mas também a ruim 😦
    Pod deixar que vou continuar dividindo isso tudo sempre! Um beijão!

  21. Rê,
    Em 2010 comecei a te seguir no twitter e a ler teu blog.
    Realmente fiquei assustada, porque nunca tinhe encontrado alguém tão “aspiração amor”, tão intensa e doida como eu. Pensava ser a única louca que ia no meio do expediente chorar no banheiro por causa de um pé na bunda, quando todo o resto da vida ia “muito bem, obrigada”; tal e coisa.
    Não sei se é a TPM ou o quê, mas eu chorei lendo seu post. Este foi um ano cansativo para mim nesse aspecto e, se não fosse muita exposição, até compartilharia por aqui. Alguns ítens parecidos com os seus.

    Certa vez fiz um teste do Facebook que disse que dos personagens de Friends, eu era a Rachel, principalmente por me apaixonar e desapaixonar muito rápido, mas intensamente. Talvez sejamos mesmo personagens de seriados de comédia, e a vida não-normal nos valha mais a pena.

    Sinceramente não tenho conselhos para dar. Só digo que toda experiência é válida para algum ponto da nossa vida.

    Um ótimo 2011 pra você, e não deixe de compartilhar esses mimimis com o mundo. Isso faz eu não me sentir forever alone. ☺:)

  22. É bem clichê, mas saca aquele lance de “é melhor amar um pouco do que nunca conhecer o amor”?. Tem algum filme que fala disso, mas eu não vou lembrar o nome agora.
    Acho que depende do ponto de vista. Eu prefiro nunca mais beber Coca-Cola, mas já ter conhecido o sabor. 😛

  23. OI

    Já faz um certo tempo que leio os seus posts. Gosto do seu jeito de viver intensamente, dessa sua falta de pudores e, acima de tudo do seu jeito feliz de encara a vida. Desde que li sobre o encontro com um de seus amores no metrô é que pensei que sempre há aquela troca intensa de olhar (comigo já aconteceu infinitas vezes), mas nunca fui até o final, quem sabe se aqueles segundos se prolongassem e eu o olhasse, e com os olhos dissesse o que queria realmente, eu poderia ter vivido uma história de amor.
    Tomara que vc encontre a pessoa certa, mas não deixe que isso torne uma prioridade na sua vida pq não é. Namorar é uma coisa muito boa (casar também) mas só funciona quando duas pessoas estão interessadas em fazer acontecer….
    Admiro a sinceridade deste último rapaz, mas tenho medo de que esse “descompromisso” faça com que vc se envolva mais.

    Um beijão…feliz Ano Novo e tudo de bom!!

    Delma

  24. Fernando

    sempre leio aqui e quase nunca comento. ou nunca.
    me identifico com muitos pensamentos seus.
    e a situação é até parecida. estou cansado de todos que conheço, de todos que vejo.
    e em 2010 só entrei em roubada com outras pessoas. só relacionamento frustrado. acumulei tanto amor errado esse ano que acho que vou jogar na mega sena da virada. se o amor nao da certo, acho que vou ganhar a mega sena.

    tenha um ótimo 2011 🙂

  25. Luciana

    Renata,
    Comecei a ler seu blog e me apaixonei
    Suas verdades, suas paixões, seu jeito de ver e viver as coisas…
    Queria ser eu tão intensa assim..
    Tão corajosa.. Pra viver, pra me entregar. mesmo sabendo que ali na frente pode vir a dor.. Mas porque ter medo dela, se se pode ser muito feliz nesse meio…
    Sou bem mais velha que voce, já estou nos 30 e sempre sonhei com o amor, vivi a espera do amor (esperando sem lutar por ele, sem ir atrás, estagnada) e como sempre esperei por ele nunca o vivi com intensidade.. minhas poucas tentativas foram insucessos: ou só eu estava na relação ou nem eu estava.. Me dediquei ao trabalho a família e o amor ainda é uma espera..
    Por isso posso te dizer te admiro muito. Voce vive com intensidade e isso é mais do que se pode ter muitas vezes. Com certeza seu 2011 será maravilhoso, sua vida sera maravilhosa,,
    Boas férias Happy new year
    E espero eu em 2011 ter um pouquinho de Rebiscoito em mim 😉

  26. @mateixeira

    Nossa, que blog lindo que você tem… li muitos textos e me identifiquei com vários. Parece que às vezes você escreveu por mim.

    Continue escrevendo, por favor! rs

    Espero que 2011 seja bom pra nós no amor. Estamos precisando.

    Beijos e um Feliz Ano Novo!

  27. Sou leitora nova, achei aqui super (SUPER) por acaso,
    li gostei e vou ficar *-*
    sua vida realmente é uma LOUCURA, mas o melhor é a forma que você encara cada loucura que acontece.
    Bjs da Misa :*

  28. Oi Renata. Vasculhando algumas imagens no google achei algumas de seu blog sobre o seu diário. Adorei o post e compartilhei com meus leitores. Parabéns pelo Blog.
    Se quiser dar uma olhada, é só acessar: http://missgloss.com.br/querido-diario/

  29. Fernando

    Rê, acho que tem mais a ver com o post do metrô, mas descobri que aeroporto e praia é um lugar em que as pessoas flertam demais.
    Passei por isso agora na virada.
    Mas nada foi pra frente. Ainda não..

    Super beijo

  30. Entrei no sei blog por curiosidade pois achei muito
    interessante sua participação no Mão Feita, você e suas “unhas de
    papel” (igual a minha) me instigaram. Daí que eu entro no seu blog
    e vejo a história da 3×4 na hora me veio o filme da Amelie Poulain
    na cabeça, e logo a baixo a história do amor de metro que nessa
    sim, eu fiquei de queixo caído… nunca imaginei que alguem tivesse
    uma visão igual a minha (no meu caso so muda o metro pelo ônibus),
    sobre amores, amizades, inimizades em apenas um trajeto. Achei
    lindo como você consegue retratar tão bem e tão igual ao que no
    caso eu também vivencio. Depois vi seu post sobre 2010/2011 e eu
    acredito que sua teoria sobre as aspirações estão corretissimas,
    assim que eu lí foi como se houvesse até caído uma ficha na minha
    cabeça, um “Putz faz todo o sentido!!!!” a minha aspiração é claro,
    também é o amor, assim como você desde pequena o amor já me movia,
    gostando dos garotinhos da escolinha hauhauah Bom vou voltar com
    certeza, adorei o blog, sobre o que você fala, a maneira como você
    escreve, gostei muito mesmo, principalmente por conhecer um pouco
    de alguem que tem varios aspectos tão parecidos com os meus!!!! E
    que 2011 consiga humilhar 2010!!! Sucesso… Bjoss xD

  31. thainã

    Depois te tudo que li … agora surgi em mim um pontinho de
    esperança , de que tudo pode ser melhor. acho que vou começar a
    acreditar no amor novamente . Apesar de estar muito ferida , e
    decepcionada… Vc me fez pensar e ver que tudo na vida e
    principalmente no amor tem um novo começo e fim diferentes.
    Obrigada !

  32. Renata, sempre ouvi falar do seu blog, mas nunca tinha passado por aqui. Não sei se hoje me deu um ”estalo” e eu resolvi ver do que se trata. E cara, acho que vou ser como você quando crescer, haha. Sério, me identifiquei muito. Tenho vários flertes de metrô, shopping, e sempre monto uma vida inteira na cabeça com cada um deles. Já namorei um garoto que passava no corredor da minha sala de aula, e me apaixonei loucamente por um garoto que conheci trocando bilhetinhos na mesa da sala de aula, eu estudava de manhã e ele a tarde, e nos comunicávamos assim. Além de ter sonhado com um garoto que nunca tinha visto, e na semana seguinte, o encontrei no colégio. É, me identifiquei muito com você e seu blog. Beijos, e poste mais vezes!

  33. Júlia,
    que fofo isso de trocar bilhetinhos com alguém que estuda em outro horário! Quando eu ainda estava no colégio, sempre tentava fazer isso mas era muito FAIL. Ou a faxineira jogava fora ou ninguém respondia. hehehe 😦
    Valeu pelo comentário, um beijo!

  34. adriana

    ler este post me mostrou que não estou sozinha nessa.
    ” minha felicidade é baseada no amor”. passo horas tentando me conformar sobre, ou tentando tirar essa idéia da minha cabeça, mas é impossivel! e sempre acabo sofrendo, achando que aquele seria o cara certo.

    boa sorte para nós em 2011
    e você ganhou uma fá agora
    beijo

  35. Maíra Luna

    oi re!
    como a maioria das pessoas aqui, cheguei aqui sem querer e a cada texto me identifico mais com vc! tb sou totalmente AMOR e sempre me senti meio pra baixo por isso, talvez, principalmente pq nunca tenha dado certo, rs.
    meu 2010 foi marcante tb, me percebi apaixonada de verdade pela primeira vez por um cara que é uma mistura de todos os seus e nao deu certo por outros n motivos. mas enfim, fiquei presa nisso o ano todo e só agora sinto que isso ta melhorando…pq é como dizem…”demora, mas passa.”
    te desejo boa sorte nesse ano novo e torço pra que 2011 seja o ano em que vc deixa de viver “uns” amores pra viver, de fato, O amor .
    beijos!

  36. oi Re,
    sempre adorei seu blog e fui pra sp essa semana e vi seu nome pichado na porta do banheiro de praticamente todos os bares que fui por lá? me senti íntima, chamei uma amiga no banheiro falei “gente leio essa menina na internete que loucos” como se vc tivesse super lá. ok, não precisava nem dizer isso, mas é que nunca sei o que comentar sobre os posts achei incrível ter alguma coisa pra falar rs aquelas louca

  37. Debb Moraes

    Coitado dos teus amigos e familiares; eles provavelmente são quem te apoiam nos melhores e piores momentos….e não pense que as coisas foram ou estão ruins, nada é tão ruim que não possa piorar; mas nossa mente sempre tem que estar confiante para o presente e futuro, e temos que fazer por onde tudo acontecer! Eu prefiro criar expectativas, mesmo que não aconteça; mas se acontecer vou ficar radiante =) ….Feliz 2011 que vc conquiste oq deseja, mas com pensamentos positivos e boas vibrações!

  38. Debb,
    uai, coitados pq? Não entendi. Não disse que eles sejam pouco importantes, muito pelo contrário! Se não fossem por eles eu não seria quem sou hoje. Só disse que o assunto ‘amor’ me afeta demais. Mais do que deveria até, hehehe.

  39. Cara, como eu não conhecia teu blog até hj? Assinando feed já! Fantástico!

  40. Swdezerbelles

    A medida que lia, refletia sobre a minha própria vida. Acredito nas fases e estou numa fase de parar e refletir o que realmente me é importante. Eu sempre fui amor, mas um amor comedido, sabe? mas junto com o amor, eu sou ambição (no The Sims Trabalho..rs), e essas aspirações se chocam de tal forma que me incomoda. Como fazer se você gosta muito de alguém, mas essa pessoa não corresponde suas expectativas e planos para o futuro em matéria de conquistas profissionais, intelectuais,etc, etc?? Daí o Baque que isso trás.
    Concordo com a Mirian Bottan, temos que dividir nossas aspirações. Não seremos completos se um lado pender mais do que o outro, mas é necessário administrar muito bem esta dose de incentivo em cada uma delas para que os conflitos entre essas aspirações não desvirtue uma a outra.

    Espero então que 2011 seja um ano MUITO melhor no amor pra vc, mas não só nele, também nas outras aspirações. Que vc consiga dosar e administrar todas as suas aspirações de um modo que lhe traga muita felicidade e sucesso.

    Tudo de bom Rê. 😀

  41. Clara

    Nossa, me identifiquei MUITO com esse post… resolvi ler os outros e me identifiquei MUITO com você… acho até que é uma versão minha da cidade grande hahahaha
    minha aspiração é o amor também eu tenho certeza… e meu ano de 2010… é praticamente o seu… Praticamente você…
    Coincidências a parte… até me incentivou a fazer um blog também… assim trocamos figurinhas das nossas vidas amorosas haha
    beijos Adorei seu blog

  42. incluídas é com ter e haver, inclusas é com ser, estar, ficar!

    Argentina corrigindo a Brasileira??? uhauhaua! 😉

  43. iris

    amor, amor …
    isso que vc sente é tudo menos amor
    pode ser um turbilhão de coisas boas
    mas infelizmente não é amor.
    Amor é sólido e dura, mesmo quando ha distância entre o corpo físico
    ele permanece nas entranhas do nosso corpo e da nossa mente
    De forma irracional
    Como um vício
    Isso que vc descreve é uma ilusão
    Uma busca desenfreada do elo perdido
    De preencher os buracos
    e espaços
    Amor é muito mais que meros esbarros
    muito mais que sexo explosivo com prazo de validade
    muito mais que uma admiração fantasiosa do outro
    que se desfaz a luz do sol.
    Todos esses seus “amores” não passarão de meras estatísticas
    Quando um verdadeiro amor entrar na sua vida.
    Felicidades

  44. Iris,
    também não acho que seja amor. É só uma forma mais bonita de escrever 😉

  45. Natha

    Tava com saudade do seu blog!!
    Eu te desejo nesse ano, muitos amores, trocas de olhares, frios na barriga, amores de segundos, muita diversão e muita muita coincidência!!
    Beijo Renata Biscoito!!

  46. Renê

    Poxa, adorei o Blog, queria seu contato para conversar com vc sobre alguns assuntos.
    bjo

  47. Alexandra

    Rebiscoito
    vi vc no casal sem vergonha te achei tao mais gostosa em todos os sentidos possíveis que a palavra possa traduzir que disse ao casal que vc é melhor que os 2 juntos, puta cabeça gostosa…mas ainda nao tinha vindo aqui
    tava sem tempo, hoje vim, que delícia de coisa sem explicaçao é vc, ó até te aviso vou publicar seu post 2010>2011 numa nota no meu feicibuqui pros meus amigos todos lerem tao gostoso é vc existir, beijus…Ale

  48. Analice

    Encontrei seu blog hje por acaso, e li bem o 2010/2011….Penso igual vc !!!
    So estou feliz se tiver o tal do amor, mas o bichinho q anda escasso hje em dia affffff !!! E cansei tbm ! Cansei dos amigos, cansei do emprego (q é mto bom), cansei das baladas , nao tenho saco para gente sem conteudo e nen consigo disfarçar ! Que 2011 q ainda esta no comecinho me traga um amor de verdade …to cansada de amores voluveis 😦 !!!

  49. prila

    Oi Re,
    tudo bem???

    Depois de dar uma boa lida no seu blog (ah, reparei o quanto vc parece ter amadurecido pelos textos, acho que deve ser interessante ter esse registro)
    eu preciso pedir um conselho…confesso que sou meio cri cri demais e nunca me imaginei pedindo conselhos em um blog…mas deus..desculpa a palavra… ta foda…

    Tenho 23 anos e terminei um namoro de quase seis anos já fazem tres meses…

    o que rolou foi o seguinte: o cara eh incrivei, sinceramente a pessoa mais incrivel que conheci ate hoje na minha vida, o sexo e a química eram demais, o beijo, tudo era perfeito…o ponto é que coemçamos um namoro numa fase totalmente adolescente e conforme as outras ccoisas foram acontecendo (faculdade, trabalho, maturidade) o namoro continuou atrás, ele com ciumes doentios e eu com insegurança bizarra…e dentre todas essas coisas, eu passei por uns processos de auto-conhecimento que foram suficientes pra eu não querer mais estar com ele (nem com ninguém) mas não ter coragem de por um ponto final nessa historia…
    no fim, depois de dois meses insuportaveis de briga, eu causando a maioria e ele puto e sempre evitando de discutir (o que me irritava profundamente) ele leu uns historicos de msn que rolavam flertes e terminou comigo…
    MEU…meu mundo caiu…cara eu nunca sofri tanto assim na vida, mas sofri de saudade, de ciumes de loucura, pirei mesmo, ligava chorando, bebia e xingava ele, falava coisas escrotas pra ofender e …ficava com ele…
    no fim o que rolou eh que o primeiro mes de termino foi tao horrivel, que o sentimento que a gente tinha pelo outro realmente mudou…
    mas a grande merda é que depois do primeiro mês ele ta pegando uma menina x aí, que adora escrever coisinhas apaixonadas no orkut (caraaa quem começa a escrever coisas fofas depois de um mês? adolescente vá la, mas a mina tem a minha idade) ele ta com ela a dois meses, indo visitar ela no interior toooodo final de semana, e claro eu me sinto um lixo descartavel
    pq era tanto eu te amo e eu era a pessoa mais incrivel do mundo que nossa, como me substituiu assim tao rapido??? e eu piro, ainda ligo pra ele (bem menos) e fico puta…meu pq vc deixa essa idiota ficar falando coisinha fofa…se vc é submisso ok…eu sei que vc eh, mas o minimo de respeito sabe?
    no fim eu acho que se ele precisa dela pra encher o ego dele, tem que deixar a mina escrever o que quiser e eu que tenho que parar de fuçar…mas eh foda…me sinto o lixo, e o pior de tudo eh que eu ainda nao fiquei afim de pegar ninguem…ah puta babaquice isso tudo que eu te falei…mas sei la, vc deve ter passado por alguma coisa e talvez possa me ajudar ahahaha…se ficar com preguiça de responder tbm eu entendo…mas eh foda sabe

    o pior…eu sinto aquele fundinho sabe? (apesar de nao querer voltar agora, eu queria que desse certo com ele, e eu sinto que ele é o cara) mas é tudo viagem…

    que merda viu…minha vida virou uma droga desde o fim do namoro…

    obrigada gata
    desculpa a bíblia
    beijos

  50. Prila,
    entendo perfeitamente tuuuuuuuudo isso que você me contou. Me vi um pouco na experiência que tive com meu primeiro namorado, primeiro amor e primeiro sexo: começamos a namorar no colégio, entramos na mesma faculdade (ou seja, mesmos amigos, mesmas festas, mesmos tudo!) e era impossível a gente se desligar, já que nos víamos todos os dias. No meu caso, fui eu que terminei, mas não estava tão preparada para vê-lo com outra. A questão é que ele começou a namorar uma menina (NAMORAR!!!) que no fim do nosso namoro fez de tudo pra separar a gente, e a menina era tão freak que além de ficar se declarando em todos os lugares pra eu ver, ela ia nas festas e encontros de amigos mais singelos para tentar tomar o meu lugar. Foi muito difícil porque além de perder ‘ele’, eu me sentia perdendo um pouco dos meus amigos (já que eles não podiam rejeitar a menina, né?). Não que eles deixassem ela tomar meu lugar, isso nunca… Mas era difícil aceitar que ela estava entrando pra MINHA turma e namorando com o MEU ex namorado.

    Pra falar a verdade, não sei de onde tirei forçar pra saír dessa. Mas acho que o conselho acaba sendo o mesmo e até você já sabe meio que o que fazer. Certo? NÃO FIQUE OLHANDO o Orkut dele. Seja madura o bastante para saber que não te faria bem (nem a ele) voltar com ele agora. Você ainda deve ter muita vida pra viver, gente pra conhecer… É dificílimo se desligar de alguém que você passou tanto tempo junto mas.. O tempo cura tudo. (bla bla bla, clichê porém verdade). Se vocês ficarem ‘bem’ um com o outro, a chance de voltarem no futuro é ainda maior. Imagina, vocês vivem tudo o que tem que viver e depois voltam?

    Mas agora você tem que deixa-lo livre. E tem que ser livre também. Não tem problema que você ainda não teve vontade de ficar com ninguém. Não é qualquer um que vai fazer você simplesmente esquecer do seu ex namorado de quase 6 anos. Um período sozinha pensando na vida faz bem para qualquer pessoa.

    Seja forte. Não trate ele mal. Isso não vai fazê-lo ter vontade de voltar com vc. Qualquer aproximação forçada, xingamento etc será em vão, entende? Essa menina de agora, por mais que ele goste dela (ou só esteja a usando para alimentar seu ego) não vai apagar você da vida dele. Ninguém apaga quase 6 anos de namoro assim do nada. É difícil ver que ‘seu lugar foi tomado’ por outra pessoa, mas na verdade não foi. Ele só está experimentando coisas novas e você também deve tentar fazer isso.

    Olha… Muito boa sorte e força pois sei que isso não é fácil. Mas seja forte que será melhor pra você!
    Espero ter ajudado um tiquinho pelo menos.
    Beijão!

  51. Daniel

    Huuummm…

    Adoro a forma como você escreve, como se expressa!
    Achei a teoria ótima e super aplicavel à realidade!
    Fugi pra resolver meus problemas… queria amar. Mas nobody wants.
    E aí eu só me fodo. E olha que nem sou daqueles desesperados…

    Enfim, você parece ser uma pessoa linda! Adoro você sem te conhecer (Isso nem é tão comum assim, tá? hahaha).

    Beijo.
    Dan.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s