Meu bilhete deu certo :D

Quis dar um tempo do outro post da placa torta pra escrever a continuação mas acabei procrastinando demais. Sorry people! hahaha

Uns dias depois, acho que no dia seguinte até [?] não me lembro ao certo, o Danilo respondeu meu bilhete 😀 Cheguei a noite em casa e o porteiro me deu, falando que ‘meu amigo’ tinha deixado lá. Fiquei toda feliz que tinha dado certo, foi ele mesmo que achou o bilhete com o nome dele na porta! Se alguma outra pessoa do prédio viu, leu…Não importa. O que importa é que chegou nas mãos dele, como eu queria.

(Aqui vai uma foto do bilhete. Vou colocar quando chegar em casa! Ele diz algo do tipo: “é que saí mais cedo da clínica e não sabia que horas você chegaria em casa. Pega meu telefone pra gente conversar e dar um jeito na placa: xxxx-xxxx, boa semana!)

Como podemos ver no bilhete, ele foi um fofo. Manteve a pose de cara simpático que quer ser legal. Não me xavecou, apesar de ter dado o telefone [o que soa como xaveco mas pode não ser]. Quis manter um contato maior. Eu adorei o bilhete, mas não liguei. Óbvio. Magina que coisa chata?

– Alô?

– Danilo? Oi! Aqui é a Renata, sua vizinha do prédio ao lado […]

– Ah! Oi! E ai? Que bom que vc ligou.

– Pois é…Achei que vc não ia ver meu bilhete, que bom que pegou!

– Sim…Quando saí do prédio de manhã, vi um bilhete com meu nome, levei mó susto! Daí na ora de entregar o seu, não sabia o número do seu apartamento e..

(ZzzzZzzzZzzZzzzzzZZzzZzzz telefone é chato.)

Daí guardei o bilhete e comecei a pensar em algumas formas diferentes de me comunicar com ele. Sábado, bebi umas cervejitas e sei la pq diabos, resolvi mandar uma mensagem pro número que ele tinha me passado no bilhete. Começava com “65” e eu não sabia se era um celular ou um telefone fixo. Daí tentei a sorte e mandei um sms assim:

“Na espera de que isso seja um celular, te mando uma mensagem com amor no coração”

Ok, eu sei que não precisava ser tão sentimental assim mas eu tava alterada pelo álcool e tava com mais amor no coração do que o necessário. Mais a noite, saí pra jantar com um amigo meu e meu celular tocou. Era ele! Eu não sabia pois não tinha gravado o celular dele na agenda ainda e ele tb não sabia que era eu pq eu não assinei a mensagem. Quando ele disse que se chamava Danilo, já me liguei que era ele. Eu expliquei quem era, ele ficou feliz ao saber que era eu…E conversamos um pouquinho.

Pelo pouco que ele me contou, já sei que a janela que consigo ver do quarto da minha mãe, não é do quarto dele e sim do amigo que mora com ele [então não adianta nada ficar vigiando se a luz está acesa ou não, se a janela está aberta ou não, pq não é ele quem vive naquele quarto – FON]. Ele pelo jeito já fez ou faz teatro, pq me contou que trabalha no Hopi Hari fazendo umas apresentações [aliás isso achei um máximo pq eu tb faço teatro e todas as pessoas que fazem teatro são incríveis – cof cof cof- hahaha] e ele deve ser bem legal. Aparentemente, ele tem um sotaque sutil, que não consegui descobrir de onde era mas achei bonitinho. E, ele gosta de parkour, o que é meio X pra mim já que eu sou muito sedentária mas não tenho nada contra quem pratica esportes.

Bom, só sei que no final da conversa ele perguntou se podia me ligar já que agora tinha meu número e eu respondi um duvidoso: “Ah…Não sei.” Meu amigo que estava comigo ouvindo a conversa, quase me matou! Disse que isso era um não disfarçado e que eu tinha decepcionado o cara. Na certa, ele não ia ligar.

Agora, cabe a mim fazer alguma coisa. Pensei em começar uma saga de bilhetes, fazendo tipo um caça ao tesouro, caça ao bilhete. Seria divertido. Teríamos um ‘lugar secreto’ perto de casa onde deixaríamos os bilhetes e passaríamos sempre por ali pra olhar se tinha bilhete novo. Não seria um máximo? Tenho que desenvolver melhor a idéia, mas vou fazer algo assim. E vou conseguir ficar amiga dele e tenho certeza de que ele vai gostar. Principalmente pq descobri que ele faz teatro e isso me deixou com mais certeza ainda de que ele deve ser um cara legal. Hihi!

Anúncios

11 Comentários

Arquivado em Comportamento, Cotidiano, Eu, Fatos da vida, Relacionamentos

11 Respostas para “Meu bilhete deu certo :D

  1. OOOi ^^ te sigo no twitter e vi sua atualização ^^

    meu adorei seu blog haha, nunca tinha visitado.

    mas parabens, mto gostoso ler o q vc escreve

    bjoss

  2. Pingback: Twitter Trackbacks for Meu bilhete deu certo :D « Loucuras da Mente de um Biscoito [rebiscoito.wordpress.com] on Topsy.com

  3. hahahaha, poxa, srta. rebiscoito. e quem disse que não sou esse Danilo? hahahahaha

    ok, é brincadeira. fique tranqüila porque com toda certeza não sou esse Danilo que você falou no post. mas eu acho que eu faria a mesma coisa que esse Danilo. escreveria um bilhete de volta com número do telefone e ficava pensando no que você poderia fazer. sei lá, adoro essas coisas. como você mencionou no post anterior a esse, eu faço parte das pessoas que adoram ser surpreendidas com coisas que a gente menos espera, e claro, coisas boas, simples e sutis, que dá para fazer a alegria do tamanho do mundo. e adoro surpreender também. adoro ver as reações das pessoas. acho que isso a gente tem em comum, por isso que este blog deve ter me chamado tanto a atenção.

    olha, vi que mora pertinho do metrô Madalena. eu desenho. quem sabe um dia eu não te mande também algum papel com um desenho de um gatinho, não é mesmo?

    beijo, e boa saga dos bilhetinhos com o cara que também chama Danilo. 🙂

  4. Danilo,
    que bacana que vc desenha! Eu sou designer, adoro pessoas que desenham e adoro desenhar tb.
    Pode me mandar que eu vou adorar mas tem que ser surpresa né, não conta!
    hahaha

  5. Adriana

    eu apoio a ‘caça aos bilhetes’!

  6. Ander

    “Meu amigo que estava comigo ouvindo a conversa, quase me matou!”

    Tô curioso pra saber como vc vai se "redimir" depois desse balde de água fria involuntário que vc jogoou nele. Tadinho! hahaha

    :^*

  7. Acho que a caça aos bilhetes é legal, mas depois que foi divulgado a placa torta, o nome da rua, e que os bilhetes seriam escondidos pela rua, acho que alguns seriam, hmmm, desviados.. mas apoio!!!

  8. hahaha Ana Clara:

    mas eu nao deixaria assim na rua a deus dará né? seria num lugar escondidinho, coberto [pra nao chover e borrar
    enfim..é algo q ser pensado! hahahha

  9. Mari

    Se seu blog virou um não uma novelinha virtual, acredite… não importa!
    O que importa é que ele é uma gracinha! Entrei ao acaso e fiquei aqui lendo mais de uma hora, me divertindo, me identificando, me atualizando sobre os novos eventos das sagas dos bilhetes!
    Amei! “Quer ser minha amiga?” Rá! Boba, né? Ou me twitta: @marimazzoli

    Beijos!

  10. Hey

    Eu tb faço teatro.
    Procurarei ser mais legal, from now on…
    hehe
    Abraço

  11. Entrei no blog por causa de um comentário no Twitter, e assim como um monte de gente já te disse, adorei o que li.
    Achei o máximo a história do bilhetinho, a saga me remeteu ao passado, numa época onde havia mais sentimentalismo, mais inocência. Ah, achei fofo e dou o maior apoio pra que continue.
    Parabéns pelo blog !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s